Zhou Mi – Rewind

zhoumisolodebut

De supetão, a SMEnt. lança a imagem de um homem sem camisa, de cabeça baixa, de modo que ninguém conseguia identificá-lo, e anuncia o mais novo solista da empresa. Quem seria? E como seria esse novo trabalho? Pouco tempo depois fomos agraciados com um dos álbuns mais legais do ano: Rewind, de Zhou Mi, tem todo o pop e R&B tão presentes em qualquer trabalho da SMEnt., mas de um jeito único, criativo e bem trabalhado, que só Zhou Mi poderia fazer. O primeiro mini álbum deste chinês que já superou o ódio de algumas fãs do Super Junior e também problemas sérios na garganta só mostra o poder que o tempo e muito esforço podem garantir.

O mini álbum

zhoumi-2

São oito músicas, todas com letras escritas pelo próprio Zhou Mi. Duas se desdobram em suas versões em coreano e mandarim, a faixa-título e  Why (Color Blind).  Apesar de a língua-mãe de Zhou Mi ser o mandarim, a sonoridade da versão em coreano saiu de forma boa e natural, não havendo, para mim, distinção entre as duas. Essa música é uma baladinha nada melosa com um toque de anos 90 nos arranjos, o que a deixa mais charmosa e convidativa para se escutar diversas vezes.

Without You foi uma das que mais me chamou a atenção. É um R&B que  inicia com um piano e uma voz quase sussurrada e numa gradação muito bem feita, os falsetes bem colocados e a voz cheia do cantor vão sendo embalados por um toque de violão com arranjo latino, para, no fim, voltar à voz lamuriosa e o piano do início. Delicadeza e força ao mesmo tempo, trabalhadas com maestria.

Para quem gosta daquelas baladas bem sofridas, daquelas que Zhou Mi coloca toda a alma e emoção, o álbum traz Love Sick. É aquele tipo de música que, para a bela voz do cantor, só piano, violino e melodia melancólica bastam.

zhou mi

Loving You foi inteiramente composta por Zhou Mi e é um dueto com a melhor amiga dele, Victoria do f(x). A música traz um ar de felicidade e as vozes, apesar de Victoria não ser uma grande cantora, se encaixaram bem e de forma harmoniosa.

E para quem acha que só de músicas lentas vive Zhou Mi, Love Tonight taí para provar que não, ele também se vira muito bem com músicas mais dançantes. Essa em especial tem uma pegada mais funky e retrô e conta com a participação de Tao, de EXO.

Stop. Rewind. Rewind. Rewind. Play.

zhoumi-chanyeol-tao-800x450

De longe, a melhor surpresa. Não que as outras músicas sejam menos que a faixa-título, pelo contrário. Porém, não ter debutado com uma balada, do jeito que muitos esperavam, mostra quanto Zhou Mi pode ser versátil e nada previsível. Rewind é definida como R&B com elementos pop e retro-soul e conta com a colaboração de Chanyeol e Tao nos raps. Muita gente disse que a presença dos meninos do EXO é só para chamar a atenção das/os EXO-Ls. Pode ser. Entretanto Zhou Mi confiou nos garotos e deixou que ambos escrevessem seus versos para a música. Só mostra quanto o artista é criterioso e sensível com seu próprio trabalho, cuidando de todos os pontos, não virando apenas um intérprete da música, mas planejando-a com carinho desde sua concepção até a apresentação.

blond_girl

O MV é bem trabalhado e apesar de ter aquelas estruturas básicas de qualquer MV da SMEnt. (a famosa “caixa” para poder apresentar melhor a coreografia e elementos geométricos ao fundo) combinou bem com a história da música. Nas cenas, vemos Zhou Mi se lamentando por não poder voltar ao tempo e ter momentos mais aprazíveis com sua companheira, uma ocidental. Precisei reiterar esse ponto, porque a mocinha da história ser loira e não ter olhos puxados chamou a atenção de muita gente e, claro, foi motivo de certa picuinha. Porém, continuo afirmando que Rewind foi imprevisível e esses fatos, digamos, contraditórios, tenho certeza, foram milimetricamente calculados para chamar atenção de forma positiva.

A coreografia não é e nem pretende ser difícil e remete com frequência ao ato de rebobinar. Assim Zhou Mi ficou mais confortável para cantar e dançar nas apresentações ao vivo. Como os membros do EXO estavam ocupados no início das promoções, colocaram Amber, de f(x), para substituir e que não deixou nada a dever, como podem conferir.

Imagem de Amostra do You Tube

Henry, TaeMin, KyuHyun…

 

review_zm

Não vou contrapor os álbuns de  ninguém aqui, nem dizer se um foi melhor que o outro,  mas falar justamente que não cabe comparação. Apenas se destaque que a SMEnt. foi muito feliz em, primeiro,  dar a oportunidade para esses artistas mostrarem seus talentos individuais; segundo, por não tentar moldá-los em algo que eles não são, mas privilegiar seus pontos fortes. Henry mostrou ao mundo seu talento nato como músico e uniu o que ele mais gosta, música clássica e pop music. E foi incrível! Quando muitos apostavam em JongHyun como um possível solo do Shinee, veio TaeMin, que superou todas as expectativas. Foi impressionante ver como ele evoluiu como artista, mostrando suas incríveis habilidades de dança e canto na explosiva e sexy Danger. KyuHyun, pelo que parece, vai apresentar uma balada no seu debut solo, possibilitando apreciarmos sua boa extensão vocal e suas interpretações com muito sentimento. E não podemos esquecer das mulheres solistas: J-Min e Zhang Liyin também apresentaram álbuns muito legais esse ano, porém infelizmente não ganharam tanta atenção das mídia. Uma pena mesmo.

A SMEnt., talvez pelos vários escândalos com os grupos esse ano, decidiu apostar em projetos certeiros e que atingem fandons sólidos e consistentes. E foi ótimo para todo mundo, para os fãs que puderam ver os artistas em trabalhos novos, para a empresa, que teve retorno certeiro, e para o kpop em geral, que ganhou com álbuns bem feitos. Por mim a empresa pode continuar sim com essa estratégia e expandi-la para outros artistas igualmente talentosos.

Conclusão

Imagino que muitos se perguntem por que a SMEnt. não lançou o Zhou Mi em trabalho solo antes. Sim, eu também me pergunto isso, ele é um artista completo: canta muito bem, dança, compõe, além de ser um artista internacional, tendo o coreano e o mandarim a seu favor. Só posso imaginar que antes não era um bom momento comercial ou mesmo que não havia um amadurecimento suficiente (por parte do artista e da própria empresa) para lançar essa nova empreitada. Mas, especulações à parte, devemos admitir que antes tarde que nunca! Seria uma vergonha esconder o potencial desse chinês e tenho certeza absoluta que as/os ELFs do mundo inteiro concordam comigo. Finalmente chegou a hora de Zhou Mi brilhar. Ainda bem!

zm_

Sobre Maíra

Kpopper e dorameira desde 2010.
Costumo escutar muitas coisas, então considero que pertenço a vários fandons sem participar de nenhum efetivamente.

There are 14 comments

          1. rodrigo

            eu sei desse lance da SM compra as músicas, mais o ZhouMi escreveu todas as músicas do álbum dele, e diferente dos álbuns do F(X) e TTS a música principal é a melhor

          2. ALF

            hmm, dificil saber o que se passa na SM, mas não duvido que todos esses problemas, tenha influenciado na data do Debut, por exemplo, pode ser que a SM inicialmente planejasse debuta ele em dezembro ou ano que vem com um álbum completo, mas como a empresa precisava de receita pra já, fez ele debuta antes do esperado, acredito que esteja acontecendo o mesmo com outros debut/comeback recentes…

    1. Maíra Carneiro

      Olha, não ser a número 1 do ramo é uma coisa, estar falindo é outra completamente diferente. A SMEnt. já teve fases melhores, claro, mas vai precisar de muitos outros escândalos pra ela fechar as portas.

  1. honeymi

    Má arrasando com essa review! Adorei como você lembrou das solistas esquecidas da SMEnt <3 Na minha opinião esse solo do Mimi tá entre os melhores do ano da SMEnt, igualou com o full álbum japonês da J-Min.

  2. Lysley

    Pois é… Meu gato tem potencial pra isso e muito mais, a SM não o lançou antes pq não quis! Eu como honey estou SUPER orgulhosa desse crescimento e ele vai crescer muito mais, pq sua essência e sua voz são tesouros que não serão esquecidos tão fácil!

Poste o seu comentário