T-Ara Japan Tour 2012 – Jewelry Box – Live in Budokan

post tiara 1

2012 foi um ano de lançamentos de grandes shows de grupos do Kpop em home-vídeo (DVD e Blu-ray). Dos grupos, destaco os femininos, com excelentes lançamentos, como a Second Tour do Girls’ Generation, a New Evolution Tour do 2NE1 e o KARASIA do KARA (esse, a versão japonesa e a coreana). Mas, entre eles, o que mais se destacou, em qualidade e uma certa simplicidade, foi o T-Ara JAPAN TOUR 2012 ~ Jewelry Box ~ LIVE IN BUDOKAN, do T-Ara.

Introdução

No aspecto físico, as edições de DVD e Blu-ray (tanto as normais quanto as limitadas) são bem simples, contando em sua maioria com poucos extras e um mini photobook no interior do case. Mas essa simplicidade é compensada pela boa qualidade do show contido no disco (tive acesso a versão em Blu-ray, logo, esse review e os aspectos aqui apresentados tem essa versão como base).

T-Ara live in Budokan

O T-Ara é um grupo que se reinventa praticamente a cada retorno ao cenário musical, possuindo assim músicas lentas, músicas dançantes e músicas com um apelo emocional intenso. Cada integrante do T-Ara tem uma característica própria, podendo ir da imensa tranqüilidade durante o canto, um rap consistente e até mesmo certa inconsistência no timbre de voz, que faz cada live ser diferente do outro.

Nos aspectos técnicos, o áudio do show, em sua versão Blu-ray, pode ser considerado muito bom (numa escala de péssimo a excelente) e o vídeo idem. A fotografia do show é um caso a parte, já que a captura de imagens foi feita de um modo “arquibancada – palco”, com cortes consistentes nas faces das garotas, ou seja, em determinadas músicas, como Day by Day, a filmagem negligencia a coreografia para ficar mais focada nas expressões das meninas.

Análise do Setlist

1. OPENING VTR
2. Roly-Poly (Japanese ver.)
3. ウェイロニ [Why Are You Being Like This] (Japanese ver.)
4. T-ARATiC MAGiC MUSiC
5. MC
6. yayaya (Japanese ver.)
7. VTR
8. コジンマル~嘘~  [Ko Jin Maru] (Japanese ver.)
9. Cry Cry (Japanese ver.)
10. MC
11. VTR
12. Price Tag ~アルム SOLO STAGE
13. VTR
14. Choo Choo TRAIN ~ジヨン・ウンジョン・ヒョミン UNIT STAGE
15. VTR
16. キューティーハニー ~ソヨン [Cutie Honey] SOLO STAGE
17. VTR
18. 会いたかった ~ボラム・キュリ [Aitakatta] UNIT STAGE
19. VTR
20. LOVE ME!~あなたのせいで狂いそう [Love Me!-Anata No Seide Kuruisou] (Japanese ver.)
21. Breaking Heart~私がとても痛くて (Japanese ver.)
22. Apple is A (Japanese ver.)
23. MC
24. Bo Peep Bo Peep (Japanese ver.)
25. 初めてのように [Hajimete No Youni]
26. Bye Bye
27. VTR
28. DAY BY DAY
29. T.T.L~Time to Love~ (Japanese ver.)
30. MC
31. Lovey-Dovey (Japanese ver.)
32. VTR (ENCORE)
33. Roly-Poly (Japanese ver.) (ENCORE)
34. yayaya (Japanese ver.) (ENCORE)
35. Lovey-Dovey (Japanese ver.) (ENCORE)

Abertura

Um vídeo de abertura simples, com imagens das garotas nos MVs e e uma projeção, de cada uma delas, na plataforma do palco. Simples pra uma abertura de um show, mas pelo contexto do mesmo, fica de bom tamanho.

Roly-Poly, Why Are You Being Like This e T-ARATiC MAGiC MUSiC

post tiara bo peep

Começamos com Roly Poly, uma excelente escolha para realmente abrir o show, com destaque para Hyomin e mais precisamente, Boram, assumindo bem as linhas da Hwayoung. WAYBLT foi interessante, mas aqui aconteceu o primeiro erro da equipe, a música e sua base estavam muito altas, sendo que apenas Soyeon conseguiu sobrepor a base em algumas partes, e posteriormente Eunjung. Já T-ARATiC MM (essa música tem uma versão coreana, denominada HUE) foi muito bem apresentada, com destaque para todas as meninas, em especial Soyeon e Eunjung.

Conversação, YAYAYA, Ko Jin Maru e Cry Cry

post tiara group

Aqui ocorre a apresentação e tem dois momentos interessantes, o primeiro é que Boram não fala, ela grita, e o segundo é a aparição emocionante da Hwayoung, amparada por muletas. Em YAYAYA, elas alternam entre a base e suas próprias vozes, enquanto interagem com os fãs durante a performance da música. Muito interessante a interação dos fãs japoneses nessa música, participando até da coreografia. Após YAYAYA temos um pequeno vídeo que nos mostra toda a trajetória do T-Ara em solo japonês, incluindo os shows anteriores dessa tour.

As meninas surgem em belos figurinos brancos para Ko Jin Maru, inicialmente com cinco, e depois Qri chega, completando a formação. Depois, CRY CRY, onde vemos que Soyeon coloca certa emoção nas suas partes, e vemos a interação dos fãs japoneses nos fanchants a partir do micro-solo da Boram.

Conversação, Price Tag e Choo Choo Train

post tiara hwa

Mais um momento interação das garotas com os fãs. Não sei japonês e não posso dizer a qualidade do diálogo das garotas, e também não entendi nada do que elas falaram, hehehe. Nessa conversação podemos ver como soa a voz das garotas fora das músicas, e elas apresentam Areum e suas bochechas altamente apertáveis. E Areum faz logo um solo, com Price Tag, onde podemos ver a potência que ela tem na voz, chegando até a destoar na original dela na base. Certamente ela irá evoluir muito e controlar a variação no seu timbre de voz, e com ela o T-Ara só tem a ganhar.

Aí, temos o solo do trio Jiyeon, Hyomin e Eunjung, com Choo Choo Train, um solo bem alegre, com elas no estilo minas do basquete, e utilizaram de pouca sobreposição a base. As faixas de áudio mostraram que elas até cantaram a música, mas a edição achou por bem utilizar a base previamente gravada sobreposta. Essa música parece saída de uma rádio do jogo GTA Vice City, pois é incrivelmente parecida com músicas do jogo citado.

Cutie Honey, Aitakatta e Homenagem aos fãs

post tiara qri

Cutie Honey, o solo da Soyeon, se mostrou a música mais fraca do show, não por ela não ter passado a base, mas achei que no conjunto da música e da coreografia faltou algo. Existem N motivos dela praticamente não ter cantado no solo, mas eles não merecem ser discutidos. Aitakatta foi o solo da Hwayoung, Qri e Boram, mas por motivos já conhecidos só teve Boram e Qri no palco. Praticamente uma explosão de Aegyo, e esse foi o motivo que eu gostaria de ter visto a Hwayoung participando, pena que não encontramos nada sobre os outros shows. Após os solos, um vídeo com uma homenagem aos fãs, vários vídeos dos fãs dançando as músicas do T-Ara ao redor do mundo foram selecionados e eternizados no show.

Love Me! Anata No Seide Kuruisou, Breaking Heart e Apple is A

post tiara hyomin

Iniciando com a Love Me! Que infelizmente ficou com a passagem de áudio muito baixa, tanto nos microfones quanto na base vocal. Destaque para Hyomin, Eunjung e Jiyeon (a sub-unit do solo). Seguindo, temos uma das músicas que é considerada uma das melhores do T-Ara, Breaking Heart, que elas executam com maestria. Nesse ponto do show algumas integrantes já começam a demonstrar sinais de cansaço. Apple is A deve ter sido incluída na tour pra agradar a parcela que prefere as melodias mais curtes do T-Ara.

Bo Peep Bo Peep, Hajimete no Youmi e Bye Bye

post tiara bo peep jiyeon

Antes, ocorre a apresentação da Dani, a mais nova integrante do T-Ara, que surge da platéia com seu Tico (ou é o Teco), e faz uma apresentação em Japonês e Inglês, além de cantar um sample rap de uma música americana. Ela se saiu bem, poderia fácil deixar ela cantando essa rap version enquanto as outras descansavam. Bo Peep Bo Peep é a música do T-Ara que levanta as multidões japonesas (foi o debut delas lá, salvo engano) e foi a música que o destaque geral foi a Jiyeon. Hajimete no Youmi (versão japonesa de Let the First Time) foi executada que quase que totalmente na base vocal, e essa música tem uma parte que muitos fãs do T-Ara adoram, sim, é daquela parte mesmo que eu estou falando. Bye Bye foi perfeita, todas as garotas interpretaram a música divinamente, em especial, mais uma vez, Jiyeon, mostrando potência firme na voz.

Day by Day, Time to Love e Lovey-Dovey

post tiara dani

Inicia com um video mostrando a ida das garotas a Itália, onde fizeram um photoshoot e se encontraram com fãs que passeavam de gôndola. Após, temos Day by Day, com a participação da Hwayoung na cadeira. Sou Hwayoung extreme-biased, então pra mim essa foi a melhor apresentação de todo o show. Dá uma tristeza ver ela machucada cantando sentada na cadeira, e uma ainda maior ao saber que esse é o último registro que temos dela como integrante do T-Ara. E é a primeira vez que Areum entra na formação das meninas. Time to Love temos um mix de umas cantando e outras não, com destaque pra Boram e Areum, que canta a parte com tanta energia que esquece a letra e troca as linhas. Nessa música o cansaço é visível nas garotas, tanto que elas até fazem uma paradinha antes de Lovey-Dovey, a versão japonesa, onde elas cantaram em quase sua totalidade.

Encore

post tiara eunjungie

O encore começou após um tempo, onde os fãs levantaram diversas plaquinhas e cartazes para as garotas, o que acarretou uma emoção imensa pra elas no retorno ao palco. Voltaram com Roly-Poly, onde as meninas surgem com um figurino colegial. Elas quase não cantam, ficam interagindo com os fãs e chorando, e ver Boram segurando as lágrimas é uma das coisas mais fofas desse mundo. Depois vem YaYaYa, onde vemos a interação dos fãs japoneses com elas, e, em seguida, Lovey-Dovey, finalizando a noite, com quase todo mundo chorando.

Análise das garotas

Sobre as meninas, estavam impecáveis nesse show, tão centradas que até alguns erros e saídas são perceptíveis, como Areum esquecendo uma parte da letra e Qri trocando as estrofes, Eunjung quase tropeçando e Hyomin abaixando pra recolher os óculos escuros que caíram. Sobre o som, utilizaram sim uma base prévia, mas na maioria das músicas elas conseguiram fazer as suas vozes se sobreporem a ela, o que é um feito interessante, visto que muitas das músicas foram apresentadas em suas versões japonesas. Claro que tem algumas que elas não conseguiram, seja por cansaço, ou por medo de errar a letra (talvez pela falta de ensaio vocal das mesmas) como podemos ver no solo da Soyeon, onde ela canta, mas a base previamente gravada por ela se sobressai na maior parte da música. Agora, vamos falar das meninas, uma a uma.

SOYEON

A atual líder do T-Ara (pros que não sabem, o T-Ara utiliza um sistema de rotação de líder, em que, de tempos em tempos, uma das integrantes fica como líder do grupo, já foram Hyomin, Boram e Eunjung) nos passa uma imagem de durona nesse show. Ela, na sua função de líder, e até mesmo quando não era, tem uma imagem consistente e firme. No show isso fica muito claro, e até acredito que na divisão das linhas das músicas, ela e a Hyomin fazem a transição para as outras integrantes. Nas músicas, Soyeon nos mostrou uma voz branda, porém consistente, capaz de atigir notas altas quando necessário, porém não por um prolongado período de tempo. É uma das que mais se destacaram nas músicas em japonês. No seu solo, o que comentei acima, ela deixou a base se sobrepor a sua voz (o contrário do restante do show), e isso pode ter ocorrido pelos mais variados motivos. No emocionante encore do show, ela mais uma vez nos mostra suas qualidades. Melhores músicas: Lovey-Dovey, Day by Day e YAYAYA (encore).

HYOMIN

Nesse show, no quesito participação, Hyomin se entregou, foi de coração na boca, canta a maioria das músicas, mesmo falhando em determinadas partes. Ela provou que, se Soyeon é a força no vocal, ela é a força na presença de palco. Hyomin atrai olhares, isso é fato, e por isso ela nos passa uma imagem constante (vi no fórum internacional do T-ara a seguinte frase “Soyeon é mais brilhante, porém Hyomin é mais constante” e nesse show essa frase é confirmada). Nos momentos de conversação, ela é uma atração a parte. Ela compartilha o solo com Jiyeon e Eunjung, uma excelente escolha, dado a música escolhida. No encore, é uma das que mais se emocionam com as reações dos fãs, tanto que deixa de cantar uma parte de YAYAYA, mas continua fazendo a coreografia. Melhores músicas: Let the First Time, Weironi, Lovey-Dovey, TTL.

EUNJUNG

Essa moça sabe ser sensual quando quer, e manter essa imagem mesclada a uma fofura que é produzida com o seu sorriso. Eunjung foi a que conseguiu as notas mais altas nas músicas, e quando a música tinha uma base pra ficar sobreposta (garantindo uns três segundos de repouso para as cordas vocais) ela ia lá e continuava. Permaneceu assim, ativa, do início do show com Roly Poly até o final com Lovey-Dovey. Exalou fofura no seu solo com Hyomin e Jiyeon, e tentou se segurar com todas as forças para não desabar de emoção no encore. Melhores músicas: Day by Day, Cry Cry, Apple is A, todas do encore.

BORAM

O destaque do show. Ficamos acostumados a ver Boram ter a voz sobreposta pela base na grande maioria das vezes, tanto que quando eu assisti ei pensei “minha nossa, Boram ta cantando bem mesmo”. Ela eleva a sua voz em diversas músicas, como Roly-Poly, e faz com maestria a parte que cabia a Hwayoung em YAYAYA. Uma das que mais se emocionou, mesmo antes do show chegar ao encore. Uma coisa que percebemos, ela se esforça, ela grita, mas ela fica cansada rapidamente. Melhores músicas: As duas Roly-Polys e as duas YAYAYA.

JIYEON

Serei sincero, a Jiyeon ERA a menina do T-Ara que eu menos tinha afeição, nada contra ela ou sua índole, era coisa minha mesmo, mas o mundo vive para queimar nossas línguas, e esse show não me fez gostar dessa garota, me fez AMAR essa moça. Ela detona em todas as músicas que ela tem destaque, passando de Lovey-Dovey, Bo Peep Bo Peep até chegar as duas que ela se saiu melhor, BYE BYE e DAY BY DAY. A parte que a câmera focaliza ela em Bo Peep Bo Peep (logo no primeiro refrão) e em BYE BYE (após o segundo) são magníficas, e provam como a fotografia desse show deve ser apreciada. Emocionante ver ela cantar chorando Lovey-Dovey no encore.

QRI

A “cuttie prettie” do T-Ara, Qri, tem uma presença de palco interessante. De todas, é uma das que menos cantam (exceto em Lovey-Dovey). Nas outras músicas, sofre do problema de não conseguir (ou não querer, por algum motivo) sobrepor sua voz a da base. Mas ela alegra o palco, e é um ponto de conforto (se não O ponto de conforto) de todas as meninas no show. Faz um solo de fofura extrema junto com Boram e Hwayoung (que não participa, só na voz). Melhores músicas: Lovey-Dovey (normal e encore), Solo Stage.

HWAYOUNG

Infelizmente, Hwayoung mal pode participar desse show no Budokan, por conta da lesão dos ligamentos do tornozelo sofrida dias antes, logo, o tempo que ela aparece no vídeo é muito pequeno, apenas na apresentação (em que as meninas chamam ela e ela aparece, emocionando a todos, de muletas) e em Day by Day, onde ela canta suas partes sentada numa cadeira ao lado das garotas. Fica difícil escrever algo sobre pois ela apenas cantou seus dois raps e foi embora. Uma perda e tanto para o grupo ela não mais estar nele. Melhor música: DAY BY DAY.

AREUM

Afirmo pra todo mundo, quem não gosta da Areum, assista esse show. Ela esbanja fofura, simplicidade e simpatia, e faz suas partes (e seu solo, o que eu gostei, embora ela fique variando muito sua voz nele) muito bem, e assume bem as partes que seriam da Hwayoung, mesmo esquecendo a letra numa música (e fazendo uma cara de “ai meu deus”). Uma adição de boa qualidade ao T-Ara. É a única que não derrama lágrimas no encore. Melhores músicas: Seu solo, DAY BY DAY e Lovey-Dovey.

DANEE

Danee (ou Dani, como preferir) faz uma aparição especial quando as meninas a chamam, vindo da platéia. Poucas são as coisas que posso escrever sobre ela, exceto que aparenta ser muito simpática, embora demonstre muita firmeza ao falar. Ela faz um rap em inglês com um sample de uma música antiga, porém muito conhecida, e se sai bem. Criticaram a garota por ela ter feito um vídeo de demonstração com um rap muito rápido, então recomendo aos que a criticaram a ver o rap dela nesse show. E ela só tem 13 anos, logo, vai evoluir e melhorar ainda mais.

Considerações Finais

post tiara interview

Finalizando, como o Budokan é um local de tamanho pequeno comparado a outras arenas, como o Tokyo Dome, ficou perfeito pro tipo de show que foi esse, sem muito aparato visual. Com as devidas adaptações, esse show pode acontecer até mesmo em teatros com capacidade para umas 5 mil pessoas, que mesmo assim ficaria igual. Sobre a setlist, foi muito bem feita, intercalando em sua maioria músicas dos tipos que comentei no início desse texto. Cheguei a pensar que a versão de Roly-Poly apresentada no encore seria a versão “in Copacabana” (até prefiro essa versão, assim como acho que Lovey-Dovey fica mais poética quando cantada em japonês) por conta do figurino. Sobre o figurino, já é o conhecido das meninas das suas apresentações ao vivo, com uma ou outra novidade, mas caiu muito bem, já que o destaque do show foi as garotas como um todo, e apenas elas.

O Blu-ray tem um extra (que infelizmente não sei se tem na versão em DVD) que é uma entrevista com as garotas (com legendas apenas em japonês, infelizmente) de quase uma hora de duração. Sobre a trava de região, ele consta como “Region Free”, logo não deve apresentar problemas para reproduzir em aparelhos fabricados aqui no Brasil.

Ficha Técnica

Título: T-ARA JAPAN TOUR 2012 ~JEWELRY BOX ~ LIVE IN BUDOKAN
Data de Lançamento: 15 de Dezembro de 2012
Duração: 01:56 (Show); 00:56 (Entrevista)
Formatos: Blu-Ray e DVD, sem trava de região (para o Blu-ray, a versão analisada)
Preço Médio: R$ 138,00 (Esse título pode entrar em moratória)

Sobre Marinho

Biólogo, Recifense, amante de filmes, livros, seriados e música, além das maravilhas da natureza. Conheci o Kpop em 2005 mas só fui me interessar mesmo no final de 2010.

There are 15 comments

  1. Sagaz'

    Ótimo texto para um ótimo show.

    Assisti às duas versões desse show (TV e Bluray rip) e não devem em nada a shows de outros grandes grupos. Os fãs que me perdoem, mas achei superior à Japan Tour do SNSD. Questão de opinião, nada mais.

    A versão Bluray é de uma beleza incontestável, onde tudo parece estar impregnado de vida. A vestimenta no bloco de “Like a first time”, por exemplo. O vermelho é vermelho, caramba! Com direito a todos os brilhos e o que mais deva-se realçar.

    As garotas também foram muito bem no palco, esbanjando carisma. Setlist equilibrado, agitando e cadenciando nos momentos certos. Espaço pequeno, porém aparatos técnicos utilizados de forma correta.

    Enfim, um show para não se colocar defeito. De ruim, só o que aconteceria depois.

    PS:

    “e essa música tem uma parte que muitos fãs do T-Ara adoram, sim, é daquela parte mesmo que eu estou falando”

    Hyomin não anda, desfila.

  2. Thaís Brenda

    “Sou Hwayoung extreme-biased” menino por que você não me contou isso antes? Amo essa mulher!
    Parabéns pela review, eu estava super ansiosa por ela desde que você disse que iria fazê-la. Já ouvi muitos comentários negativos sobre as lives do T-ara, mas nunca achei isso e agora com você concordando que elas são boas e ainda de forma “técnica” eu não preciso mais dar ouvidos aos doidos e achar que sou biased.

  3. herika

    Eu realmente amo varias musicas do t-ara, acho elas junto com SNSD o melhor grupo em voz , algumas delas tem tons de vozes que é perfeito ,mas como grupo eu não consigo gostar, ainda mais depois do epi HWA , adoro a hwa do grupo sempre foi a que eu mais gostei,mas mesmo antes da saída dela eu já não ia com a cara de muitas kk , por isso não consigo ver nem performances delas mais ,enfim minhas considerações por Dont Leave que junto com love sick foram as melhores baladas de 2012 , hwa sambo feat ofuscou de mais no rapper , e acho uma absurdo a troca afinal a diferença é gritante , o hino sem a voz dela fica destruído . apenas.

    1. Marinho Guimarães

      Herika,

      Isso é uma questão deveras complicada, no início fiquei triste e irritado com os fatos, mas sobre as acusações de bullying não acredito que são verídicas. Algo aconteceu, realmente, mas acredito que a Hwayoung estava insatisfeita com algo, se expôs o quanto a isso e foi colocada pra fora do grupo e da empresa.

      Esses problemas podem ter sido vários, EXCETO de natureza musical, pois no album Day by Day Hwayoung, junto com a Soyeon, é a que mais canta (as duas partes dela em Day by Day equivalem a quase metade da música.

      Confesso que queria ver o T-Ara completo novamente (e com 9, já que ainda tem a Dani vindo aí), pena que isso é uma coisa que (infelizmente) jamais acontecerá.

  4. Miih

    Adorei o post. Eu assiste e confesso que eu achei bem melhor que o tour do SNSD, por quem sou loucamente apaixonada. As garotas arrasaram, Eunjung sempre consegue me conquistar e eu achei a Dani incrível (as vezes é meio difícil de acreditar que ela ta no T-ara)

    Parabéns

  5. 큐리 ❤

    Óptima review do show, Marinho.
    Honestamente, tenho este concerto em blu-ray e nunca me canso de rever, especialmente o final. Vê-las a chorar no fim e saber o que iriam passar nos dias seguintes partiu-me o coração de “stan”.
    Por mais “biased” que eu seja, é para mim o melhor concerto que já tive o prazer de assistir.

  6. Hyomin

    Otimo review, T-ARA é incrivel. Dani tão linda do lado da Eunjung e da Sooyeon, minha xara cara *-* Adorei o setlist. Definição desse show: Incrivel. Obrigada pelo review ^^

Poste o seu comentário