Sympathy For Mr. Vengeance

600full-sympathy-for-mr.-vengeance-screenshot

Sympathy for Mr. Vengeance é o primeiro filme da Trilogia da Vingança do genial diretor Park Chan Wook, que antecedeu o clássico e famigerado Old Boy e Sympathy for Lady Vengeance. O pilar dos roteiros que a compõe é evidenciado pelo título, mas cada filme explora a vingança de formas e perspectivas tão únicas que confirmam o “genial” colocado no início do texto.

Enredo:

Ryu (Shin Ha Kyun) é um jovem surdo-mudo, de cabelo azul-esverdeado, que queria ser artista, mas sua condição financeira e a doença de sua irmã foram barreiras para a realização desse sonho (esse plot praticamente não foi explorado e, sinceramente, nem fez falta). Sua irmã sofria de deficiência renal e necessitava urgentemente de um transplante de rim. Como Ryu não podia ser um doador pela incompatibilidade sanguínea, ele acaba fechando negócio com um traficante do mercado negro de órgãos, onde ele entregaria um de seus rins mais 10 milhões de wons, em troca de outro que seja compatível com sua irmã. No entanto, ele acaba sendo enganado e, além de ter seu rim extraído, todo seu dinheiro é roubado.

E, para completar a cereja do bolo, o médico logo o informa que foi encontrado um doador para a irmã e que ele tinha poucos dias para dar entrada no pagamento para realizar a operação. No desespero para conseguir o dinheiro, ele é convencido pela namorada a realizar um sequestro. A namorada de Ryu, Yeong Mi (Bae Doona) tinha uma personalidade muito interessante e, para mim, foi uma das melhores personagens do filme. Ela é uma ativista e comunista radical e se orgulhava ao dizer fazer parte de um grupo terrorista.

mrvengeance1_original

Eis que entra a segunda personalidade do filme, Park Dong Jin (Song Kang Ho), que é um rico e poderoso empresário, divorciado, com uma filha de quatro anos, e dedicava seu maior tempo a sua empresa de eletrônicos, onde Ryu havia sido demitido. Ryu e Yeong Mi decidem, então, sequestrar a filha de Dong Jin, mas as coisas acabam fugindo de seus controles. Enfim, até aqui vemos situações que motivam a busca por vingança até chegar num ponto onde essa busca será mútua entre Ryu e Dong Jin. A fim de evitar spoilers, vou parar a história por aqui.

Análise e Considerações:

Mr. Vengeance não mostra o mesmo lado da Coreia que vemos nos dramas. Além das cenas de nudez, as de tortura e morte também são comuns no filme que, definitivamente, não foi feito para quem tem estômago fraco.

Nas duas horas de película somos mergulhados, muitas vezes, numa perspectiva intencional (acredito eu) da surdez de Ryu. Com rara trilha sonora, o silêncio também se manifesta em diálogos rasos e primitivos induzindo a impressão do filme ser meio parado em alguns pontos, mesmo quando tem muita coisa acontecendo, o que particularmente não me incomodou.

As cenas, na sua maioria, são longas e muitas vezes exibindo situações estáticas. A fotografia do filme é bem única e característica, detalhe que observei ser presente nos três filmes de Park Cho Wook. Neste, há muitas cenas que são filmadas de um único ângulo ou até dois, o que achei bem interessante. A atuação dispensa comentários, é no mínimo impecável. Destaque para Song Kang Ho que explorou com excelência a profundidade emocional por trás da frieza de Dong Jin.

sympathy2

No filme, ambos protagonistas “merecem” se vingar e serem vítimas da vingança alheia. Aliás, mais do que nos outros dois filmes da trilogia, a vingança encontra sua face mais crua. Mr. Vengeance é ácido e cruel. Park Cho Wook não nos deu um herói (ou mesmo um anti-herói) nem um vilão, ou se quer causas para abraçar. Apenas nos deu pessoas que sofreram perdas e injustiças, consequências instintivas de ações humanas. E enxergar essa face de seres humanos me fez arrepiar mais que as cenas regadas a sangue e fraturas expostas que aparecem com certa frequência no filme.

Não, não vou fazer um discurso de que vingança não leva a nada, e essa nem é a intenção do filme. Aliás, se este tem alguma lição a ensinar é de que toda ação tem uma reação. Demorei um pouco para aceitar que gostei muito de Sympathy for Mr. Vengeance, isso porque ele te deixa aflito, até um pouco exausto, talvez inconformado com o final, enfim, exige um tempo do espectador para digeri-lo.

03

Reconhecimentos:

– O filme recebeu os prêmios de Melhor Filme e Melhor Diretor no Pusan Film Critics Awards de 2002.

– Em janeiro de 2010 a Warner Bros adquiriu os direitos para produzir uma versão norte-americana do filme.

– Sympathy for Mr. Vengeance estreou na Coréia do Sul em 29 de março de 2002 e teve uma bilheteria mundial de 1.954.937 dólares.

Informações Gerais:
Nome: 복수는 나의 것 / Sympathy for Mr. Vengeance
Nome no Brasil: Mr. Vingança
Diretor: Park Chan Wook
Roteirista: Park Chan Wook, Lee Jae Sun, Lee Moo Young, Lee Yong Jong
Produtor: Lim Jin Kyu, Son Se Hun, Lee Jae Sun
Cinematografia: Kim Byeon Il
Data de divulgação: 29 de Março de 2002
Duração: 129 minutos
Estúdio: Moho Films
Distribuidor: CJ Entertainment
Classificação: Não recomendado para menores de 16 anos
País: 
Coreia do Sul

Trailer:
Imagem de Amostra do You Tube

Sobre Camila

Estudante de engenharia que adora escrever, SONE, tenho um grupo cover, e adoro animes. Mas foi pela minha paixão por dramas asiáticos que vim parar aqui :) @milabonadio

There is one comment

Poste o seu comentário