Spygirl

Bom, com imenso prazer e gratidão estou postando aqui no KpopNow meu primeiro review de filmes. Pretendo trazer, junto com os demais colegas, um resumão básico sobre o que há de bom na indústria cinematográfica sul-coreana e, por que não, divulgar ainda mais a sétima arte vinda do país asiático.

Introdução

Spy Girl (2004) é uma comédia não-tão-romântica (ou seria um filme de espionagem?) coreana que, entre tantas outras, mostra um típico estudante coreano apaixonado (pra não dizer abobalhado, abestalhado ou outros adjetivos) por uma moça que ele encontra trabalhando na filial do Burger King da área onde fica sua universidade. O que poderia ser um roteiro mais-do-mesmo acaba se mostrando uma história simples, porém interessante, lotada de amor pseudo-meloso e com muita comédia, mas longe de ser uma comédia tipo “besteirol americano” que vemos aos montes por aí, inclusive em filmes não-americanos.

O filme

HyoJin (Lin GyeSun, nome verdadeiro da personagem) é uma espiã do extremo e não tão bem preparado governo norte-coreano (como vemos em uma hilária cena do caminhão), que foi enviada para trespassar a DMZ (Zona Desmilitarizada da Coréia, desmilitarizada só no nome) com a missão de encontrar, com auxilio de outros camaradas da Coréia de cima (e são tantos, nunca vi tanto norte-coreano junto), um companheiro que “fugiu” levando dinheiro de uma missão. Chegando na cidade grande e se instalando na casa de um “irmão-de-armas”, MuSun (interpretado pelo hilário Baek Il-Seob) ela pega emprestado o nome da filha dele (Park HyoJin) e vai trabalhar em uma filial da rede Burger King, onde o “companheiro sumido” costuma ser visto de tempos em tempos.

Nesse meio tempo, os alunos da universidade ficam ansiosos para conhecer quem é a nova moça do lugar, e entre eles está GoBong, um aluno que está prestes a fazer seu alistamento militar (e se ausentar por dois anos do mundo, como fala um amigo seu no filme). GoBong tenta de todas as formas falar com HyoJin, mas não consegue, porém tira umas fotos dela, no maior estilo paparazzi (ou seria mais pra Pokemon Snap? Vide a outra cena do caminhão), e posta, juntamente com seus amigos, em um fansite das garotas que trabalham na rede de fastfood. Ao tomar conhecimento que seu rosto (e busto, cintura, perfil, cabelos soltos e presos…) estão publicados na internet, HyoJin fica preocupada sobre sua identidade secreta e tenta falar com os administradores do site, que por acaso são os amigos de GoBong. A partir daí a história se desenrola, mostrando como os dois interagem e outras coisas, mas isso não irei dizer (não por ser spoiler, mas o filme nos dá mil maneiras de descrever o que segue, então é sugerido que assistam ao filme).

Considerações

O filme pode não ser uma maravilha em termos de comédia, mas diverte e é engraçado na sua medida. O destaque fica para o casal de atores principais (Kim JungHwa e Gong Yoo) que souberam dar vida as personagens do jeito que elas deveriam ser, e as personagens secundárias também não decepcionam, principalmente o trio de atores do eixo “familiar” da HyoJin. O filme conta com a participação da atriz Baek Seung Hee, conhecida por muitos por ter participado do Drama “I Do, I Do” em 2012. Sobre as cenas, uma que me fez rir muito foi a da perseguição pelas ruelas do bairro residencial, perseguição essa auxiliada por uma tampa-bumerangue de uma cuscuzeira.

Um ponto fraco do filme foi a passagem de tempo utilizada no início e no final do filme, nada contra esse artifício, mas fizeram sem informar (ao menos na versão que vi) a época em que a cena acontecia. Outro ponto fraco, mas isso é uma opinião mais pessoal, é o fato do filme não mostrar muito o local onde se passa, o que seria uma boa para quem (como eu) gosta de ver os arredores onde a história se desenrola (Vilas, cidades, ruas…isso é visto com maior facilidade nos dramas coreanos). Fora isso, o filme cumpre o seu papel. É um humor diferente de clássicos do cinema coreano como Sex is Zero (o I e o II) e Minha Mulher Mafiosa (que passou até na televisão brasileira), mas agrada, e é um filme para você assistir com seus primos pequenos, ou irmãos.

Spigirl Trailer

Imagem de Amostra do You Tube

Ficha Técnica

Título: Spygirl
Título romanizado: Geunyeoreul moreumyeon gancheob
Título em Hangul: 그녀를 모르면 간첩
Diretor: Park Han Chun
Roteiro: Ha Won Jun
Produtores: Miyoung Sang Pyo, Kim Wei Jin, Kim Sun Nyeo e Lee Sang Won
Fotografia: Shin Ok Hyun
Data de Lançamento: 30 de Janeiro de 2004
Duração: 102 minutos
Distribuidor: Showbox
Idioma: Coreano
País: Coreia do Sul

Sobre Marinho

Biólogo, Recifense, amante de filmes, livros, seriados e música, além das maravilhas da natureza. Conheci o Kpop em 2005 mas só fui me interessar mesmo no final de 2010.

There are 5 comments

Poste o seu comentário