2NE1 Global Tour: New Evolution Tour

NE1

Are you ready for the B-E-S-T?

Introdução:

O primeiro Tour Mundial de 2NE1 foi anunciado em 2012 logo após as promoções de I Love You, tendo o seu inicio no dia 28 de junho do mesmo ano. Começando por Seul, depois direto para os Estados Unidos, onde lucraram $650.000 com o seu show em Los Angeles, fazendo-as ser o primeiro girl group coreano a entrar para a Billboard Current Box Core. Depois foram para o Japão, onde passaram por quatro cidades, encerraram com Taiwan e Cingapura. No total foram 15 emocionantes e excitantes shows, com uma duração de duas horas e uma megaprodução (como sempre esperado da YG); é impossível tirar os olhos da tela enquanto você assiste o show; com apelos visuais e musicais sempre agradando e as apresentações impecáveis de CL, Bom, Dara e Minzy, o show com certeza entra para a listas dos melhores do K-Pop, o que vou fazer a review foi o primeiro, realizado em Seoul. O show é muito longo, tem duração de quase duas horas, gostaria de detalhar música por música, mas dividi por partes e procurei intercalar entre descrições e comentários; mas vamos ao que interessa:

I AM THE BEST, Fire, Clap Your Hands, I Don’t Care e Don’t Stop The Music

2NE1 Live At Nokia Theatre

O show abre com muita energia com I AM THE BEST, o single de maior sucesso delas. Depois de um VCR que fazia um tipo de contagem regressiva e terminava com “two anyone“, fogos de artifício são lançados e as meninas surgem iniciando a música. Sabemos que 2NE1 não possui uma coreografia muito complexa para nenhuma de suas músicas, por isso é necessário utilizar-se de outros artifícios para ter o apelo visual, em I AM THE BEST, elas passam praticamente a música inteira em estruturas móveis, que mais tarde são acopladas à uma escada para iniciar Fire, andando pelas extensões do palco, revezando entre a dança e pulos, mas de uma forma organizada e sincronizada.

Depois elas fazem uma introdução do grupo não muito longa, conversam um pouco com os fãs e começam uma das minhas músicas favoritas: Clap Your Hands. A primeira que elas permorfam a coreografia de uma fora regrada, mas nem por isso o nível de animação desce um pouco que seja. Elas têm a chance de descansar um pouco com I Don’t Care, que é apresentada em um enorme sofá dourado. Eu pessoalmente prefiro a versão original da música, visto que a apresentada é a versão reagge, mas nem por isso deixei de aproveitar a performance. Elas encerram essa primeira parte do show com Don’t Stop The Music, outra música que gosto muito, mesmo sendo uma colaboração para a propaganda de um carro. Nesta elas fazem o mesmo que em Fire, andando pelo palco inteiro, pulando e às vezes dançando a coreografia.

Don’t Cry + You and I, Follow Me, Please Don’t Go, Pretty Boy, Kiss

44D361EC754C3F544ECC955AE2DE_h498_w598_m2

Bom inicia essa segunda parte cantando apenas o refrão de Don’t Cry e indo direto para You and I. Eu gosto muito do jeito que ela canta as músicas de uma forma geral, é o que a torna tão diferente de todas as demais cantoras do K-Pop, e You and I casa perfeitamente a sua voz com a sua apresentação, o que deixa a performance muito bonita. Mas, não podemos esquecer que é um show do 2NE1, ou seja, não para; e assim que a Bom termina, dois caras dentro de um tambor começam a fazer batucadas que introduzem para a próxima música: Follow Me. Vestidas como líderes de torcida, as meninas andam pelo palco inteiro e performam a coreografia. Depois de um blackout, CL e Minzy sobem em um carrinho de montanha russa, e junto dos efeitos criados pelos enormes painéis de LED, elas interpretam uma descida cantando Please Don’t Go; eu gosto muito da música, tem um ritmo mais leve do que as outras músicas, mas CL exagera demais nos gritos e acaba deixando pesada. O mesmo acontece com Pretty Boy, que vem logo em seguida, mas nesta última CL consegui dar uma diminuída nos gritos, o que fez a música soar mais agradável.

27067-successful-start-for-2ne1-new-evolution-world-tour-in-seoul

Vem então a polêmica Kiss, solo da Dara. Ela conversa com a plateia, diz que precisa de um homem para ajudar da performance e, depois de escolhe-lo, seguranças vão pegá-lo para levá-lo ao palco, enquanto Dara canta mais ou menos até a metade da música. Chega uma hora em que ele é preso em uma cadeira pelas dançarinas de apoio e Dara beija-o no rosto. Parece uma cena até muito sexy quando descrita desse jeito, mas eu ri muito quando vi. O fanboy não parava de rir e de sorrir porque estava perto dela, já Dara fazia poses e caras sensuais antes do beijo. Sabemos que geralmente em shows de K-Pop os ídolos dificilmente interagem com a plateia desse jeito, além do mais não é do perfil da população coreana, que é muito conservadora, beijar um desconhecido no rosto na frente de muitas pessoas; essa é uma das características que mostram que o show não é destinado apenas para as populações do extremo oriente, e que a equipe empenhou-se em preparar um Tour Mundial, que pudesse agradar todos os públicos que fossem assisti-lo. Realmente é um ponto alto do show.

I’m Busy, It Hurts, Lonely

G1Eb3

Enquanto assistia ao show, aguardava ansiosamente por I’m Busy. Depois de Lonely, certamente é a minha música favorita delas, e fiquei um pouco decepcionada pois ela não é cantada; assim que Dara sai do palco, um cameraman à segue pelos bastidores até o ponto em que ela vai se trocar para a próxima música, então vai para o local em que CL, Bom e Minzy estão sendo arrumadas por toda a equipe do show, e depois seguem para o palco novamente; tudo isso é mostrado para os fãs nos telões do palco enquanto a música toca no fundo. Com certeza é divertido ver como funciona os bastidores enquanto o show está rolando, e a ideia foi muito inteligente, mas senti falta da apresentação ao vivo de I’m Busy.

Quando encerra-se I’m Busy, o foco volta para o palco e uma espécie de árvore brilhante que é usada como pedestal para os microfones acende com as meninas em suas respectivas posições para começarem It Hurts e Lonely, as únicas baladas que 2NE1 possui e que, apesar de serem poucas, valem por dez. Bom e Dara têm muito destaque nessas duas últimas, e também são as duas únicas que CL não pode dar gritos aleatórios. Pra mim esse é o auge do show, já que essas três, na minha opinião, são umas das melhores músicas de 2NE1.

In The Club, Stay Together e I Love You

1LVTt

Os telões de LED são usados mais uma vez para mostrar efeitos enquanto as meninas trocam de roupa, mas nada que dure muito. Elas voltam para apresentar In The Club, que possui uma alinhamento mais regrado, mas se soltam com Stay Together. Essas duas últimas são mais leves e tem um ritmo menos acelerado, o que deixa o clima agradável depois das baladas pesadas que vêm antes, e é uma preparação para as músicas mais animadas que voltam depois destas, iniciando com I Love You, a música que estava sendo promovida há pouco por elas, que começa com um ritmo mais lento e depois acelera para o ritmo que estamos acostumados vindo de 2NE1, o que prepara o público para as últimas músicas que ainda estão por vir.

Ugly, Let’s Go Party, Scream, Hate You, Go Away e Can’t Nobody

79RG1

Depois de um longo VCR, as meninas entram cantando Ugly, esta performance também faz um uso muito legal dos telões que, durante a apresentação, mostram os rostos das membros sendo deformados, incorporando à letra da música; o que no geral ficou muito legal. Assim que encerra-se Ungly, as meninas tem uma breve conversa com a plateia e iniciam Let’s Go Party, que é a perfeita introdução para Scream, esta começa com uma pegada de rock, acompanhada por guitarra e uma pesadas, enquanto as meninas claramente se divertem no palco.

Quando a introdução de Hate You é escutada a plateia vai a loucura, e as meninas iniciam em cima de uma estrutura que contém uma barra de pole-dance, que mais tarde é retirada e elas alinham-se no palco mais para o final da música para ter mais outra conversa com o público e dar início às tão esperadas Go Away e Can’t Nobody. Em Go Away elas seguem a coreografia com os dançarinos de apoio. Já em Can’t Nobody, a coisa fica bem mais excitante, há o acompanhamento de uma banda (a qual vou deixar para comentar depois), a música fica muito animada e o show volta para o clima que começou: muita animação e excitação, as meninas pulam, gritam (especialmente CL) e se divertem muito no palco; logo seguindo para o solo da banda que participa, encerra-se com uma batida ritmada e os fãs gritando loucamente: “One more time!”

Encore: Don’t Care e I Am The Best

uB7Cc

No fim do show, são colocadas estruturas infláveis de anéis, batons e sapatos que lembram escorregadores, e as meninas descem por eles e brincam umas com as outras, sem expressar cansaço, depois passam a recolher os presentes que os fãs jogam ainda em I Don’t Care. O encore de I AM THE BEST começa com os agradecimentos, CL apresenta os membros da banda que passaram o show inteiro tocando, os dançarinos de apoio que seguram uma câmera que mostra o palco de perto para o telão, enquanto as meninas brincam com ela e continuam a recolher presentes; é um momento de descontração, tanto para a equipe do show quanto para os fãs. Elas agradecem pela última vez e vão embora ao mesmo tempo que I AM THE BEST encerra-se.

Aspectos Técnicos

New Evolution Tour é um show obviamente caro, não há uma música em que as integrantes fiquem simplesmente se apresentando como se fosse uma performance do Inkigayo. Em todas elas há artifícios, montagens, aparições, efeitos… O palco tinha dois andares e os dois tinham telões de LED, fora os que ficavam na lateral do palco, este que tinha luzes coloridas em todo o seu entorno. Sobre o som, a qualidade estava impecável, visto que foi gravado um CD ao vivo desse mesmo show. Também Gostaria de dar destaque à edição, que ficou perfeita e na medida, não deu atenção excessiva a uma integrante só.  Vale lembrar também que todas as músicas foram cantadas ao vivo, não houve uma que as meninas precisassem de um vocal de apoio, o que me lembrou que a parte instrumental das músicas também fora ao vivo, pelo menos a maior parte. O show não teve problemas técnicos e a YG sempre se sai muito bem nesse aspecto.

A Banda

Outro aspecto que, além do solo da Dara, deixou claro que o show não era destinado apenas para as populações orientais. A banda tem um espaço no palco destinado só para ela, e deixa o show muito mais instigante. Mais tarde fui descobrir que essa banda é liderada por ninguém mais e ninguém menos do que Divinity Roxx, a mesma baixista responsável pela direção musical do mais recente Tour da Beyoncé. De uma forma geral, a banda deu uma pitada de rock nas musicas e teve o seu próprio solo, enquanto as meninas estavam em uma das trocas de roupa. A presença da banda também foi fundamental para dar pontos a mais no entretenimento do show.

Figurino

Esse foi um ponto que me surpreendi: nenhuma das roupas usadas eram de algum clipe ou promoção, foram todas feitas exclusivamente para o show; como casacos com o nome e rosto das integrante. Vale lembrar que 2NE1 são as modelos oficiais da Adidas, ou seja, a maioria das roupas lembravam roupa de ginástica, mas nem por isso deixaram de cumprir o seu papel dentro do conceito único de 2NE1. Jeremy Scott era o artista por trás das roupas e o figurino também era bonito de uma forma geral, e estavam todos personalizados com o nome das integrantes. (exceto por um bizarro vestido que Minzy usou que mais parecia um gambá lilás morto)

Os membros

86202746

CL – convenhamos que sempre que 2NE1 faz uma apresentação ao vivo, seja em um programa musical ou em um show, CL domina. Ela tem uma presença de palco muito boa e é muito energética; só que ela acaba se animando demais com gritos aleatórios (os quais citei durante a descrição do show) que, no começo, combinam com o clima extremamente excitante do show, mas depois tornam-se enjoativos e mais para o final do show ela estava visivelmente rouca. Fora isso, ela foi excelente, tem uma capacidade de rap e canto incrível e não falhou quando precisou conciliar a dança com o canto.

Músicas de mais destaque: Praticamente todas, porém ganha mais destaque em I AM THE BEST, Hate You e In The Club.

Minzy – sabemos que o forte da Minzy é a dança, entretanto o grupo não possui coreografias complexas onde ela pode mostrar o seu talento, mas nem por isso passou despercebida no show; muitas vezes durante seus solos fazia coisas que só dançarinos bem treinados são capazes e também caprichou nos raps e vocais, além disso mostrou-se muito simpática no Encore quando pegou presentes jogados pelos fãs.

Músicas de mais destaque: Please Don’t Go, I don’t Care e I Love You.

Dara – Dara é conhecida por ser muito animada e extrovertida, e em nenhum momento do show falhou nesse aspecto, sempre comunicava com os fãs e fez uma atuação muito interessante e engraçada em Kiss, teve uma excelente interpretação e cumpriu seu papel quanto a dança e aos vocais, sendo que se saiu muito bem nesse último. A Dara é a minha favorita no 2NE1, justamente por sua personalidade forte e engraçada que se faz presente o show inteiro, e aprecio muito sua voz, que é bem mais leve quando comparada às dos outros membros.

Músicas de mais destaque: Kiss, Clap Your Hands, Lonely e Encore

Bom – Bom é quem possui os melhores vocais do 2NE1, e como citei lá em cima, sua voz é única. Ela não falhou em nenhum momento do show, às vezes deixava de fazer um movimento ou outro para concentrar-se no canto, mas isso é compreensível. Cantou muito quando veio sua música solo, demonstrou muita emoção nas baladas e também mostrou-se presente no Encore, já que no final do show despedia-se com os braços cheios de presentes.

Músicas de mais destaque: It Hurts, Stay Together e I Don’t Care

Vale ressaltar que todas as músicas foram cantadas ao vivo, nenhuma vez elas precisaram de playback; e outra, as meninas mostraram-se energéticas em todos os momentos do show, apesar da longa duração.

Considerações Finais

2ne1-new-evolution-world-tour-2

Eu gostei muito do show, muito mesmo. Não houve um momento em que me distrai ou pensei em mudar o disco. Cada segundo valeu a pena e a animação é instantânea assim que o show inicia-se, as músicas são muito boas, como a maioria deve conhecer, e se você gosta da banda recomendo de boca cheia; mesmo que só conheça uma ou duas músicas, é impossível se arrepender. Não assisti com legendas em inglês ou português e por isso não compreendi o que elas conversavam com os fãs, mas pelas suas expressões é possível ter uma ideia do que elas dizem. Também é perceptível o quanto a equipe em si empenhou-se em produzir um show que tanto o ocidente quanto o oriente aproveitariam, aplaudo de pé a YG, 2NE1 e toda a equipe do show.

Sobre Bea

“Não é o bastante ver que um jardim é bonito sem ter que acreditar também que há fadas escondidas nele?” Recente Kpopper e completamente apaixonada por esse mundo. SONE e Shawol de coração.

There are 6 comments

  1. Manoel Victor

    Cara, quando eu vi esse show pela primeira vez eu não acreditei na perfeição.

    Sou extremamente SONE, mas tenho que dizer que esse foi o melhor show que já vi na minha vida. O maior critério para poder dizer isso é que não há nenhum momento do show em que você se sinta entendiado. Todas as músicas ficaram incríveis, as meninas dominam o palco e a plateia. Depois de assistir à essa tour, o grupo entrou no meu top 3 de girl groups.

    Espero que elas já estejam preparando um novo álbum para embarcar em outra tour. E por favor, né, o álbum americano. Acho um desperdício o grupo querer entrar no mercado americano e perder uma chance incrível de promoção, como uma world tour.

Poste o seu comentário