Love Me Not

love me not 2

Título: 사랑따윈 필요없어/ Love Me Not
Gênero: Drama, Romance
Direção: Lee Cheol Ha
Ano: 2006

Quais são os planos para o fim de semana? Ficar em casa, talvez assistir a algum filme? Quer uma sugestão? Eu tenho uma ótima! Trata-se do filme Love Me Not, com a ótima Moon Geun Young (Cinderella’s Sister; A Tale Of Two Sisters). O drama retrata duas pessoas, de vidas completamente distintas, mas de corações igualmente frios, que se encontram por causa de uma situação inusitada e, a partir disso, têm suas vidas mudadas de forma emocionante.

Julian (Kim Joo Hyuk), um homem sedutor, tem seus luxos sustentados pelas “doações” das mulheres com quem ele se encontra (sim, isso foi um eufemismo, e vocês, leitores espertos do kpopNOW, me entenderam, tenho certeza =P). Depois um tempo na cadeia, logo se depara com um grande problema: deve pagar uma dívida de 2, 87 milhões de dólares no prazo de um mês, caso contrário, Julian será morto.

love me not 1A oportunidade para quitar o débito aparece rapidamente: Ryu Jin, um de seus amigos, morreu, sendo que ele era um dos herdeiros de uma grande fortuna deixada pela família, com a qual ele não tinha contato há anos. Julian, então, resolve assumir a identidade do amigo morto para tentar conseguir o dinheiro. O que não se revela uma tarefa muito fácil, pois a fria Min (Moon Geun Young), irmã de Ryu Jin, não se mostra preparada a aceitar a volta do irmão há muito tempo sumido.

love me not 3No início, o objetivo de Julian era apenas ter a oportunidade perfeita para matar Min e ficar com toda a herança. Contudo, a convivência despertou nele um sentimento nunca antes apreciado: o amor. E daí começa a batalha interna do anti-heroi: livrar-se da herdeira e salvar a própria pele, ou protegê-la das outras pessoas que igualmente anseiam pela morte da menina e ser morto no fim do prazo estipulado pelo credor? Declarar todo o seu amor e revelar que não é irmão de Min, ou continuar com o plano e reprimir o sentimento?

O plot é bom, o desenvolvimento da história é melhor ainda. Não se enganem com os elementos clichês que apareceram (alguém doente, alguém que pode se redimir por causa do amor, alguém que pode morrer, blá blá blá). O desdobramento dos fatos, assim como a gradação quase imperceptível dos sentimentos dos protagonistas é instigante e o final é adequado para história (esse final necessita de foco, atenção e, acima de tudo, sensibilidade para ser entendido).

As atuações foram incríveis, principalmente a do casal-centro. De um lado, uma menina que desde cedo precisou passar por duras provações na vida, é cega e não tem nenhum familiar por perto; do outro, um homem fanfarrão, que pensa em tirar proveito de todos. Resumindo: como personagens, com qualidades totalmente contrárias as que buscamos em protagonistas de melodramas, conseguem nos conquistar de forma ímpar, a ponto de nos contorcermos na cadeira, torcendo por um final feliz? Ajuda a compor o vazio existente nos corações do casal o cenário: na maioria das vezes que estão juntos, são apenas os dois num espaço amplo, ermo e de cores frias.

love me not 1

O filme conta com uma trilha sonora quase toda instrumental, que cai bem com cada momento da trama. Porém, a música mais atrativa para mim (e que só apareceu nos créditos) foi a ótima Sunshine, da rainha do kpop BoA :

Imagem de Amostra do You Tube

Love Me Not foi baseado no drama japonês Ai Nante Irane Yo, Natsu, de 2002, e este ano ganhou a adaptação para as telinhas com o título de That Winter, The Wind Blows (que chamou a atenção de muitas dorameiras por causa da participação do lindo integrante do F4 coreano, Kim Bum). Eu ainda não assisti a esse dorama, mas, pelo que andei lendo, parece ser muito bom.

Enfim, é uma bela opção para um fim de semana, para quem gosta dos dramas asiáticos e, assim como eu, não está dispondo de muito tempo para assistir a um bom dorama. Eu até recomendo a quem nunca assistiu a nenhum filme coreano que veja imediatamente, não apenas este, mas muitos outros. O cinema asiático, de forma geral, vem crescendo e trazendo muitas obras interessantes. Por não precisar se moldar ao público e à censura que a televisão impõe, mesmo as histórias mais leves não se mostram tão amenas na grande tela. A Coreia do Sul não é um país tão perfeito, as pessoas não podem ser facilmente separadas entre boas e ruins, ou seja, tudo vem mais carregado com as cores da realidade.

Espero que tenham gostado da dica e estão convidados a trocar impressões sobre o filme (quem assistiu ou não, e também quem viu ou está vendo o dorama) nos comentários! ^^

love me not2

Sobre Maíra

Kpopper e dorameira desde 2010.
Costumo escutar muitas coisas, então considero que pertenço a vários fandons sem participar de nenhum efetivamente.

There are 5 comments

  1. Miih

    Adorei o post, você descreveu da mesma forma que eu pensava do filme. Quando eu vi o filme achei o enredo super dahora e me apaixonei completamente, eu também ainda não vi o drama mais só domingo vou poder ver.
    Parabéns pelo post e pela escolha.

    1. Maíra

      obrigada pelos elogios! :3

      confesso q depois do filme, fiquei bem curiosa pra ver o dorama, qm sabe não seja até um próximo review no kN, né?

      =***

Poste o seu comentário