[EXCLUSIVO] kpopNOW! entrevista Orange Caramel

orange

Demorou mas finalmente chegou! As meninas do Orange Caramel retornaram em março com o lançamento de “Catallena e conversaram com o kpopNOW! sobre a nova música, as diferenças em promover com o After School e o Orange Caramel, o que curtem fazer no tempo livre e o que descobriram sobre o Brasil quando os garotos do NU’EST passaram por aqui.

Lá no final vocês ainda podem conferir um vídeo exclusivo mostrando a simpatia do trio!

1- Qual é a maior diferença nas atividades do After School e Orange Caramel?

Raina: After School e Orange Caramel possuem conceitos completamente diferentes e isso faz parte do grupo.­ AS é mais estiloso e sexy porque tem uma ênfase maior nas performances e atrai muita atenção a essas partes. Já trabalhando como parte de Orange Caramel é mais interessante porque você se preocupa menos em como aparece no palco e pode mostrar um lado mais divertido.

Nana: Com os trabalhos no After School, nós não temos a chance de ouvir todas porque consume tempo por causa do grande número de integrantes. Já o Orange Caramel é relativamente menor. Essa parte fica mais fácil.

2- Como vocês se sentem em se apresentar como um trio?

Lizzy: Ao invés de achar que somos apenas integrantes de um grupo, eu sinto que somos algo mais como amigas e parentes. É como se fossemos irmãs por causa da idade próxima. Além disso, as integrantes do Orange Caramel são tão diferentes. Cada uma com uma imagem e se divertindo muito mais do que o costume.

3 – Vocês podem nos contar um pouco sobre o conceito de “Catallena”?

Lizzy: “Catallena” foi inspirada na música “Jutti Meri”, uma faixa folk do grupo paquistanês Punjab. Para completar foi criada uma letra muito interessante. Ela é divertida do começo ao fim porque fala da história de pessoas que anseiam por atrair, que você tem um charme peculiar e atrai estranhos.

Nana: Você pode ver muita gente ouvindo a música e ficando viciada na parte do “Hoi Hoi Jutti Meri”. A parte divertida é que ela é muito legal.

Raina: A parte da dança de “Jutti Meri” e a kkalrong (dialeto de Busan se referindo a parte do refrão que elas fazem referência aos cabelos) está chamando muita atenção das pessoas por ser bem engraçada.

4 – Vocês ajudaram em alguma coisa para esse retorno?

Lizzy: Tem muito o que falar no que os integrantes ajudaram diretamente. As integrantes do After School estiveram sempre nos apoiando, pedindo para aguentarmos firmes e torcendo por nós.

Raina: Orange Caramel tem um conceito único que é absolutamente divertido, nós sempre tentamos dar conselhos para que fique ainda melhor e cada uma ajuda a outra.

5 – Que tipo de conceitos vocês preferem?

Nana: Orange Caramel mostra coisas diferentes e bonitas e conceitos difíceis são desafios, eu tendo gostado de tudo que me mostram e faço até agora.

Lizzy: Orange Caramel tem um conceito único, todas as músicas! Especialmente quando o último álbum saiu com “Lipstick”, “Bangkok City” e “Shanghai Romance”! No primeiro momento eu pensei: ‘eu fiz isso direito?, eu farei mais e como?’. Eu acho que o conceito do Orange Caramel já se explica e é o melhor na minha cabeça.

6 – Vocês tem algum conceito que querem tentar no futuro?

Raina: Todas as vezes nós somos surpreendidas com um conceito novo e único porque eu não acho que quero fazer só uma coisa. É sempre mais divertido, inovador e fica cada vez mais interessante com o Orange Caramel.

Lizzy: After Shool tem um conceito maravilho e sexy mas outros artistas podem achar difícil fazer algo como o Orange Caramel. No grupo você pode sempre fazer um conceito único ou qualquer conceito que aceite muita diversão, eu acho.

7 – O que vocês fazem no tempo livre?

Raina: Eu gosto de fazer um monte de coisa. Normalmente quando eu não tenho nada na agenda eu gosto de fazer pequenas coisas: bater um papo, sair de carro e aproveitar para fazer compras no shopping.

Nana: Gosto de descansar e arranjar um tempo para cuidar do meu cachorro.

8 – Os meninos do NU’EST vieram ao Brasil para um show. Eles falaram com vocês sobre isso? E fez vocês terem vontade de visitar o país e fazer um show aqui?

Todas: NU’EST fez muito sucesso no Brasil. Ouvimos que foi muito bom! Muitas pessoas fizeram uma audiência entusiástica ~calorosa~ e segundo eles foi um dos shows mais interessantes que fizeram. Nós gostaríamos muito de nos apresentar no Brasil se tivermos alguma chance~!

9 – Vocês poderiam mandar uma mensagem para seus fãs brasileiros?

Olá, nós somos o Orange Caramel. Nos foi revelado que as pessoas no Brasil gostam da gente – então muito obrigado. Nós temos vocês nos apoiando de tão longe, e trabalharemos duro e avidamente em conceitos interessantes. Esperamos que possamos nos encontrar com vocês ~ esse dia que nos encontraremos ainda chegará.

Imagem de Amostra do You Tube

Espero que tenham gostado dessa entrevista e em breve teremos mais coisas boas para vocês aqui no kpopNOW!.

Sobre Renata Kurisu

Jornalista apaixonada por livros, séries, dramas e música. Descobri o kpop acidentalmente enquanto ouvia BoA cantando em japonês. @renkurisu

There are 12 comments

  1. Maria Regina

    Orange Caramel é simplesmente perfeito… Raina, Nana e Lizzy… todas são lindas e fofas, cada uma com seu jeito. De cara, no primeiro videoclip que ás vi (Magic girl) já pensei “como será o jeito de cada uma delas?…Elas são tão diferentes de outros grupos do Kpop”. Eu simplesmente comecei a imaginar o jeitinho de cada uma delas, pensei como se Raina fosse alguém gentil e madura, que Nana era linda e meiga, que Lizzy era engraçada e contagiante…Acho que confirmei a certo tempo…Elas são tudo isso e mais, sempre que as ouço cantar fico feliz, não precisa ter motivo, não precisa ter momento, não importa se eu esteja triste ou feliz, sua voz e simpatia me animam de mais. Amo Orange Caramel! Por favor, espero do fundo do coração que venham ao Brasil… ótima entrevista.

  2. Junior

    Nana cara meu deussssssss q mulher, como eu infartaria em um show delas aqui no Brasil, esperando avidamennnnttteeeee, e o mais legal é que elas são mt simpáticas nos lives, shows e td mais, dá até um amorzao no coração vendo essa entrevista.

  3. tokyo

    Que entrevista legal, eu ja vi alguns trabalhos do after School, mas a sub-unit e melhor(pra mim ao menos), elas são divertidas e alegres.

    Mas achei estranho elas falando que preferem a unit… Apesar de gostar de unit eu acho que isso aproxima demais uns integrantes e afasta outras.

    Enfim boa entrevista, poderia rolar uma matéria sobre o Topp Dog no Brasil. Eles liberaram até video do show e do encontro com os fãs.
    Os fãs americanos estavam chateados pela diferença de tratamento que rolou, os fãs brasileiros segundo eles foram bem tratados diferente dos fãs americanos.

Poste o seu comentário